Laura Siegemund

Treinado por Markus Gentner … O nome da mãe é Brigitta, o nome do pai é Harro (engenheiro); o nome da irmã é Satu, o nome do irmão é Arlen … Introduzido ao tênis pela família aos 3 anos de idade … Morou em Riad, Arábia Saudita dos 4 aos 7 anos e em Jacarta, Indonésia dos 9 aos 10 anos de idade … Fala alemão, inglês e francês … O ídolo do tênis que cresceu foi Steffi Graf … Melhor lembrança do tênis é a classificação para o primeiro sorteio principal do Grand Slam em 2015 Wimbledon … Se não fosse uma tenista, gostaria de ser psicóloga esportiva (e um dia espera se tornar uma).

Carreira de Siegemund

2019 – Quarta temporada Top 100 (terminando no 73); SF em Bucareste (l. para Tig); QF duas vezes em Hiroshima (l. para Kudermetova) e Luxemburgo (l. para Rybakina); alcançou 2r oito vezes (incluindo todas as quatro majors); caiu 1r oito vezes e em qualificação uma vez; ganhou um WTA duplica o título.

 

2018 – QF duas vezes em Bucareste (l. para Martic) e Moscou [River Cup] (l. para Zidansek); chegou a 2r quatro vezes; caiu 1r cinco vezes (incl. Roland Garros e US Open) e nas eliminatórias duas vezes; conquistou um título WTA duplo; conquistou um título individual no Circuito ITF.

2017 – Uma lesão no joelho direito em Nürnberg acabou prematuramente com o que estava se formando para ser uma temporada definidora da carreira. Ela derrotou cinco adversários do Top 10 durante cinco semanas (2 de abril a 7 de maio), incluindo três jogadores do Top 10 (No.9 Kuznetsova, No.3 Ka. Pliskova e No.5 Halep) no caminho para o título em Stuttgart (d. Mladenovic em F), seu segundo título individual na carreira. Ela terminou o ano no 69º lugar, marcando três anos seguidos dentro do Top 100.

2016 – Avançada perto da temporada 30 (terminou no ranking nº 31). ); conquistou o primeiro título de solteira do WTA no Bastad (d. Siniakova em F); final de singles da carreira em Stuttgart (l. para Kerber); SF em Bucareste (l. para Sevastova); QF da carreira em Charleston (l. para Vesnina); obteve o melhor resultado em singles do Grand Slam ao alcançar 3r no Australian Open (l. para Vesnina). Beck); 3r duas vezes em Madrid (l. para Cirstea) e US Open (l. para V.Williams); 2r cinco vezes (incl. Indian Wells); 1r sete vezes (incl. Roland Garros, Wimbledon e Pequim); alcançou QF nas Olimpíadas do Rio (l. para Puig); conquistou o título de dupla mista do US Open (w/Pavic); 1r de saída na WTA 125K San Antonio.

2015 – Primeira temporada do Top 100 (terminando em 90); QF duas vezes em Florianópolis e Luxemburgo; alcançou 2r uma vez; caiu 1r quatro vezes (incl. Wimbledon e US Open) e nas eliminatórias cinco vezes (incl. outras duas majors); estreou no Top 100 em 14 de setembro (depois do US Open; subiu de No.126 para No.100); conquistou três títulos duplos do WTA; também ganhou um título individual e um título duplo no Circuito ITF.

2014 – Alcançou 2r no Bastad (l. para Scheepers 36 64 75; realizou 2mp em 5-4 terceiro conjunto); caiu 1r uma vez e em qualificação quatro vezes (incl. Roland Garros, Wimbledon, US Open); ganhou dois títulos individuais e dois títulos duplos no Circuito da ITF.

2013 – Caiu uma vez na classificação WTA (US Open); conquistou três títulos simples e dois títulos duplos no Circuito ITF.

2012 – Ganhou três títulos de singulares e um de duplas no Circuito da ITF.

2011 – Caiu nas eliminatórias WTA nove vezes (incluindo Roland Garros, Wimbledon, US Open); conquistou um título individual no Circuito da ITF.

2010 – Tocou o primeiro sorteio principal do WTA no Bastad, caindo 1r (como qualificador); caiu uma vez nas eliminatórias; ganhou quatro títulos de duplas no Circuito da ITF.

2009 – Caiu uma vez nas eliminatórias WTA (US Open); conquistou dois títulos duplos no Circuito da ITF.

2008 – Caiu uma vez nas eliminatórias WTA; ganhou três duplas no Circuito da ITF.

2007 – Caiu uma vez nas eliminatórias WTA; ganhou uma dobradinha no Circuito da ITF.

2006 – Caiu duas vezes nas eliminatórias da WTA; conquistou um título individual e três títulos duplos no Circuito da ITF.

2005 – Ganhou uma dobradinha no circuito da ITF.

2004 – Continuou a jogar no Circuito da ITF.

2003 – Jogou a primeira qualificação para a WTA em Leipzig.

2002 – Participou dos primeiros eventos da carreira no Circuito da ITF.

Fonte: https://www.wtatennis.com/players/310926/laura-siegemund/bio